Foda intensa no chuveiro da Smart Fit

Categoria: 

"Nessa altura eu quase perdia meu sentido, aquele pau grande e grosso alargava minha bucetinha enquanto seu dedão penetrava deslizando no meu cuzinho, a agua do chuveiro quase me afogava, mas ainda assim coloquei mais dois dedinhos meus no meu cuzinho imaginando que dois paus me comiam ao mesmo tempo..."

Bom antes rolou o seguinte.

Tive que ir ao abc prestar auditoria numa empresa. Estava com vestido cinza chumbo, meia calca preta, salto e cabelos soltos. Cheguei cedo na empresa e um dos socios foi o que me recebeu, e pelo reflexo pude ver o quanto ele mediu minha bunda com seus olhos. Claro que eu ia judiar um pouco dele. Bom fiz meu trabalho e ele o tempo todo proximo a mim, e inevitavelmente em diversos momentos esbarrávamos um no outro e mais de uma vez pude sentir seu membro raspando no meu braço, mão, perna, e podia sentir que era um dos grandes, daqueles que combinam com meus mais de 106 cm de bumbum.

Bom ao final do dia estava faminta (de comida e daquele pau enorme querendo escapar da calca social e penetrar no meu bumbum) e meu cliente chamou para almocar ali perto. Não conheco muito a regiao mas fomos num Outback num shopping de Sao bernardo. Sentamos num lugar bem escuro e não tinha ninguém proximo, então imagine o quanto isso foi um convite para nos provocarmos. Pedimos uma cebola e dois chops, e lá no terceiro nosso papo já estava picante, ao ponto deu tirar meu sapato e ficar esfregando meus pés no meio de suas pernas. Aquele pau foi ficando muito duro, praticamente saia pra fora da lateral da perna, parecia que ia furar o bolso da calça, com um pé de cada lado do pau eu masturbava sobre a calça. O safado rasgou uma das minhas meias e no meio do restaurante lambeu meus dedos, que maluco tesudo. A esta altura eu estava completamente lubrificada pronta para sentar num pau duro sem dó. O tesão foi aumentando até que uma hora soltei que eu precisava sentir o pau dele me rasgando, ele adorou ouvir isso, o problema era onde (sua noiva trabalha junto com ele). Tive uma ideia, vi um logo da Smart no shopping, perguntei se ele era socio ele disse que sim. Pedi a conta, pagamos mesmo sem ter comido, puxei ele ate a Smart.

Entramos lá, mandei ele ir para o vestiario e me esperar no chuveiro. Ele foi. Fui até o feminino, meu coração faltava sair pela boca, minha coxa estava molhada do que escorria da minha bucetinha. Coloquei uma roupa de ginastica, sai de lá, eram 15hs a academia estava relativamente vazia. Não tinha ninguem na entrada, arrisquei entrar, tinha um cara secando a cabeca, aproveitei e entrei rapido e fui direto para os chuveiros. Abri a porta, ele estava nu com um pau imenso e duro, fechei a porta, virei de costas e ainda sem ligar o chuveiro virei de bunda pra ele e de pernas esticadas apoiei minhas mãos no chão, so ouvi ele dizendo que dali minha bunda parecia um coração e então implorei "fode esse coração fundo". E ele começou a penetrar em mim, cada centímetro que entrava eu tinha vontade de gozar , e eu me controlava para não gemer alto.

Quando finalmente entrou tudo eu falei, me abre e mete com tudo na minha bucetinha. Ele obedeceu, e o barulho de nossa foda ecoava pelo vestiario, eu tive que colocar uma mão na boca para segurar meu gemido. Depois de um tempo estiquei a mão no chuveiro, abri a agua, veio um jato gelado, o que deu mais tesão, com o gelo minha bucetinha se contraiu mais e apertou mais aquele pau imenso. Meu tesão so aumentava e pedi a ele para penetrar de leve seu dedo no meu cuzinho...

Nessa altura eu quase perdia meu sentido, aquele pau grande e grosso alargava minha bucetinha enquanto seu dedão penetrava deslizando no meu cuzinho, a agua do chuveiro quase me afogava, mas ainda assim coloquei mais dois dedinhos meus no meu cuzinho imaginando que dois paus me comiam ao mesmo tempo..."

Não teve jeito, comecei a gozar insanamente, minhas pernas bambearam, minhas nadegas grandes pareciam que batiam palmas, ele avisou que também ia gozar, e pedia engole, engole, mesmo querendo aquele pau dentro de mim ainda tirei ele de dentro me virei e agachei , enfiei seu pau inteiro na minha boca e senti seu esguicho na minha amidala. Não tirei da minha garganta enquanto ele não ficou completamente mole.

Depois disso sai discretamente e fui para a esteira me recompor.

http://www.casadoscontos.com.br/texto/201706208