Alicia, a putinha da loja do Bairro

Categoria: 

Alicia, uma ótima administradora, filha de um empresário que tinha algumas lojas de bairro, recebeu uma proposta de ajudar o pai em uma de suas empresas. Dedicada, logo organizou a empresa, que estava um caos e a fez render bons frutos. Felizmente, não apenas financeiros. Mesmo sendo altamente profissional, em algumas ocasiões especiais, não esquecia seu lado putinha.

Certo dia, uma rapaz novinho e boa pinta, por volta dos seus 18 anos, 19 anos foi até sua loja. O atendeu normalmente, mas reparou que ele não tirava os olhos de sua blusa semi decotada e de suas pernas. Por ser uma lojinha de bairro, ela não se vestia com uniformes ou roupas formais. Ia bem a vontade. Vendo o interesse do rapaz, indagou: "você não tira os olhos de mim hein rapazinho?". O rapaz vermelho responde: "desculpe senhora, mas você é muito bonita". Ela agradece e diz que ele também é bonito, o que deixa o rapazinho mais vermelho ainda. Depois do elogio, ela o repreende, dizendo que "senhora" está no céu e que ele deveria chama-la por seu nome, Alicia. O rapaz se desculpa e também se apresenta como Bruno. Enquanto o atende, Alicia puxa assunto com o rapaz, descobre que ele está na cidade a pouco tempo, vindo de Minas Gerais para morar com a tia. Brinca com ele dizendo que ele deve estar se sentindo muito sozinho. Bruno responde que sim, que não conhece muita gente e muito menos a cidade. Alicia, prontamente faz um convite: "Eu e o Bernardo, meu namorado podemos te levar pra dar uma volta, que tal?". O rapaz pergunta se seu namorado não iria ficar com ciúmes da situação. Ela responde que não, que seu namorado é bem legal e será um prazer. Os dois trocam telefones e se despedem.

Pela internet, Alicia contava as novidades para o Bernardo:

Alícia: Amor, conheci um rapazinho interessante hoje. Estou afim de ser fodida por você e por ele, o que você acha?

Bernardo: Hummm. Será um prazer. Como foi isso?

Alícia: Ah, foi lá na loja, ficou me comendo com os olhos. Dai puxei assunto. Veio morar aqui na cidade e não conhece ninguém, coitadinho.

Bernardo: Entendi. E ele já sabe da festinha?

Alícia: Rs, safado! Ainda não né, não fui putinha extrema. Apenas disse que o levaríamos pra dar uma volta e trocamos telefones.

Bernardo: Tá bom delicia. Vai ser gostoso fodermos essa bocetinha.

Chega o sábado, o telefone toca, interrompendo uma deliciosa mamada que Alicia dava no Bernardo. Era o Bruno, empolgado, perguntando se os 2 estavam livres. Alicia consulta Bernardo e os 3 marcam de ir num famoso Bar no centro da cidade a noite.

A noite chega e Alicia, cheia de boas intenções começa a se arrumar. Toma uma ducha quente, hidrata seu corpo, se perfuma, veste uma mini saia e uma blusinha. Por baixo, escolhe uma das suas menores calcinhas de fio na cor preta e um sutien de renda. Bernardo e Alicia chegam primeiro no Bar, escolhem uma mesa ao fundo, mais discreta, daquelas tipo sofá,. Bruno demora a chegar, o que deixa o casal apreensivo. Alicia indaga: Será que ele vem? Vai ver ficou com medo né? Bernardo a acalma, acariciando suas coxas e dando-lhe um beijo bem molhado. 20min depois do horário marcado, o telefone toca, era Bruno, que após um engarrafamento, estava perdido no bar, sem achar Alicia. Quando finalmente se encontram, Bruno não consegue disfarçar quando vê Alicia, toda arrumada e bem mais linda que na loja. Nervoso, cumprimenta Bernardo, que já macaco velho, trata de deixar o rapaz a vontade.

Apesar da pouca idade, o rapaz se sai bem na conversa com o casal, mas conversa não era bem o que os dois queriam naquela noite. Quando o rapaz ia ao banheiro, o casal maquinava suas estratégias. E Bernardo, demorava um pouquinho a mais nas suas idas ao banheiro, para deixa-los mais "a vontade". O que era fácil, por que bonita e simpática como Alicia, e com a baba que caia do rapaz por ela...

Após alguns drinks e com os 3 já enturmados, mas sem tocar no assunto sexo, Bernardo dá a ideia de pagar a conta e levar o rapaz pra conhecer outro lugar da cidade. Ao chegar o taxi, Berna pede para que o rapaz entre primeiro, logo depois entrou a Alicia e eu por ultimo. Dentro do Taxi, Bernardo solicita ir para a Av. Guarujá (avenida conhecida por seus motéis, mas claro, o rapaz nem sonhava com isso...rs). No caminho, Alicia põe a mão no peito do Bruno e chega pertinho do seu pescoço e diz: "nossa, que rapaz cheiroso. Sua tia está cuidando bem de você hein?". O rapaz sorri meio sem graça, visivelmente tenso, olhando pra Bernardo com certo receio. Logo, Berna tranquiliza o moço dizendo: "ela é assim mesmo saidinha, fique a vontade". O silencio ecoou no carro, quando Alicia, começou a alisar e apertar as coxas do Bernardo e do Bruno. O rapaz ficou ainda mais branco, sem saber o que estava acontecendo, quando as mãos dela foram subindo. Alicia começou a bolinar o pau dos dois. Olhou pra Bernardo já com suas feições mudadas, feições de putinha querendo ser fodida e perguntou baixinho: "está gostoso meu amor?". Berna balançou a cabeça... No ouvido do Bruno, falou: "imagina ele na minha boca". O rapaz estava com a cara de pasmo! E só conseguiu responder um tímido "uhum".

Depois do ataque de Alicia aos rapazes, Bernardo solicita o Taxista ir pra o Motel Village, motel bem conhecido do casal. Chegando lá, Alicia diz pros rapazes prepararem a banheira e um drink para ela, enquanto ela se prepara. Bruno, ainda tenso, diz nunca ter acontecido algo assim com ele. Bernardo explica que os dois são um casal liberal e que geralmente eles escolhem mulheres e rapazes interessantes para dividirem sua cama. Mais calmo, Bruno senta com Bernardo na cama, degustando seus uísques e conversam a espera da deliciosa putinha.

Alicia volta do banheiro com uma lingerie deliciosa e pergunta: "e ai meninos? O que acharam?" O pau dos dois ficam duros na hora com Alicia, que já em cima da cama vem de 4 em direção ao dois...

Alicia: Quero ser fodida com muito carinho hoje!

Bernardo: Como sempre meu bem!

Bruno: Será um prazer! Você é muito gostosa!

Alicia: Quero ver esses paus. Tirem essas cuecas agora!

Bernardo: Demorou...rs.

Alicia: Amor, sou uma moça muito educada e vou chupar primeiro nosso convidado tá?

Bernado: A vontade cadelinha.

Com a calcinha visivelmente molhada, se arma de 4 e começa a engolir o pau do Bruno, que se contorce de tesão com aquela chupada deliciosa. Bernardo, logo tira a calcinha de sua namorada, passa a sugar todo aquele melzinho de boceta e a lamber o seu cuzinho. Depois de alguns minutos de chupada. Alicia ordena...

Alicia: Quero uma chupada na bocetinha!

Imediatamente Bernado a chupa com voracidade. Quando suas pernas começam a tremer, prestes a gozar, Bernardo diz a Bruno que a boceta está no ponto pra ser fodida.

Bruno pergunta: Posso mesmo?

Bernardo: Ela agora é nossa puta! Podemos fazer o que quisermos com ela.

Alicia: Hummmmm, adoro ser tratada como uma vadiazinha safada. Vem Bruno me comer.

Alicia mira sua boceta de 4 para o pau do Bruno, que logo o enterra todinho dentro dela. Bernardo enfia seu cacete na boca de Alicia, que geme a cada estocada profunda de Bruno. Alguns minutos depois, Bernardo também quer seu quinhão daquela bocetinha rosada. A puxa pra cima dele, deixando-a acocorada, quicando no seu pau, enquanto Bruno coloca seu pau ainda molhado de boceta na sua boca. Bruno avisa que vai gozar com aquela chupada e Bernardo ordena que ele encha a boca de sua namorada de leite.

Bernardo: Gostei de você rapaz, encha a boca dessa puta de leite vá!

Alicia: Ai que delicia! Quero leitinho nutritivo pra dar conta de vocês dois!

Bruno não aguenta o tesão e esporra 4 jatos fortes, 2 na língua e 2 no rosto da cadelinha, que engole tudo. Bernardo avisa que também está quase e Alicia ordena algo surpreendente pro seu namorado.

Alicia: Quero leite no meu uísque amor!

Bernardo: Hummm, essa é nova. É sério?

Alicia: É sim porra! Goza gostoso no meu uísque!

Bruno: Nossa como sua mulher é safadinha hein?

Bernardo se levanta e esporra tudo no uísque de Alicia, que se levanta e vai direto pra hidromassagem...

Alicia: Vem rapazes, venham relaxar comigo. Tragam gelo e a garrafa.

Bernardo: Fiquei surpreso viu. Você nunca me pediu isso...

Alicia: Você sabe que adoro experimentar coisas novas.

Bruno: Nossa, eu também nunca tinha visto isso, nem em filmes pornô.

Alicia: Eu amo leitinho. Bebo ele purinho, porque não na bebida? (risos de todos)

Bruno: Obrigado pessoal, pelo convite. Estou adorando!

Alicia: Se você for discreto, pode participar de outras festinhas...ahahaha.

Bruno: Vocês sempre fazem?

Bernardo: Geralmente com mulheres, homem é mais difícil rolar isso. Você foi um sortudo!

Alicia: Sortuda sou eu de foder com 2 rapazes tão gostosos. Falando em foder, estou sentindo falta de algo durinho na minha boca.

Bernardo: Não seja por isso... chupa aqui vai!

Berna levanta e senta na borda da Hidro, recebendo uma chupada bem lenta e carinhosa de sua namorada. Bruno degusta seu uísque e assiste a cena (mas não por muito tempo). Ele começa a acariciar a bunda de Alicia, por baixo d'agua. Passeando com os dedos pela boceta e as vezes, arriscando passar o dedinho na portinha da moça, que não esboça reação negativa. Depois de um tempo, Bernardo senta na hidro e Alicia senta no seu pau, rebolando devagarzinho. Bruno se liga que perdeu seu espaço e de fora da banheira, assiste Alicia rebolar para o seu macho. Alice goza no pau de Berna, gemendo alto! Bernardo avisa que também está quase gozando. Ela para de rebolar, o abraça, alisa seu cabelo e fala no ouvido...

Alicia: Você não vai gozar não seu danado! Quero ser muito fodida hoje...

Bernardo: Chama o Bruno, quero ver sua cara de puta sendo fodida.

Alicia: Quer ver a putinha sendo fodida é? Quer?

Bernardo: Quero sim!

Alicia levanta, se seca e senta empinada, de bumbum pra cima, no motosex.

Alicia: Já gozei fazendo amorzinho na banheira. Agora quero ser maltratada! Vem Bruno, você tá ai abandonado. Vem comer essa bocetinha.

Bruno imediatamente se levantou, de pau duro e começou a enfiar na bocetinha da Alicia.

Alicia: Isso, fode! Fode mais forte porra! Bate na minha bunda!

O rapaz começou a bater nela devagar, meio que com medo...

Alicia: Tá com medo é? Bate forte caralho!

Ele começou a dar tapinhas mais fortes, deixando seu bumbum branquinho, todo vermelho. Bernardo assistia a cena, vendo Alicia sorrir com cara de puta. Se satisfazendo e satisfazendo seu macho com o olhar de safada. Depois de várias estocadas, Bruno lambuzou toda a sua bunda.

Alicia: Ai que porra quentinha no meu cu! Deu vontade de uma coisa... Vem Bernardo encher o cuzinho do seu amorzinho de leite.

Bernardo, extasiado nem lembrou de limpar a porra do seu colega de foda. Passou o gelzinho no cuzinho de Alicia e enfiou a cabecinha assim mesmo...

Bernardo: É isso que você quer sua cadela, toma no cuzinho toma!

Alicia: Isso, me maltrata vai! Sou sua vagabunda safada!

Aos poucos o cu de Alicia cedia ao pau de Bernardo, que entrava lentamente. Até que finalmente...

Alicia: Isso cachorro, entrou tudo, agora soca vai! Soca na tua putaaa!

Bruno assistia a tudo, punhetando, querendo mais uma vez ver seu pau duro.

Bernardo puxava seu cabelo, apertava seu quadril, bunda e seios. Parecia um cachorro montado numa cadela. Socando aquele pau dentro daquele cuzinho quente e apertado.

Bernardo: Agora você vai ser fodida como merece! Vem aqui Bruno.

Bruno sentou na motosex e Alicia montou por cima, colocando o pau na sua boceta.

Alicia: Ai amor! Cuidado!

Bernardo: Você que pediu para ser fodida sua putinha. Relaxe que vamos cuidar bem de você.

Alicia: Soca com carinho soca!

A boceta de Alicia escorria melzinho pelo pau de Bruno, na expectativa de sua primeira DP. De cuzinho piscando, Bernardo, passa mais gelzinho no seu cuzinho que estava num estado caótico, meladinho de porra do Bruno, de gel e mel do Bernardo.

Alicia: Vem, enfia devagarzinho!

Bernardo enfia a cabecinha, que lentamente vai entrando no buraquinho da moça, que urra de tesão.

Alicia: Aiiiiii , ainnnnnnnn... porra! Aiiiiiii... que foda! Aiiiiiiii.... vai devagarzinho!

Depois que os dois estavam devidamente engatados na putinha. Comecaram uma dança com seus paus dentro dela. Devagar, enquanto ela gemia e tremia...

Depois de pouco mais de 5 minutos de DP, Bruno goza dentro da bocetinha de Alicia.

Bruno: Vou gozar! Vou gozar! Ahhhhhh Ahhhhhh....gozei!

Alicia: Ai caralho! Mesmo de camisinha tô sentindo a porra quentinha! Que delicia. Tô quase lá...continua estocando Berna.

Bernardo: Eu também vou gozar. Ahhhhhhhhhhhhhh...

Alicia: Isso! Isso! Esporra no meu cu! Esporra! Quero leite no meu cuzinho! Tô gozando... aiiiiiiiiiiiin!

Bernardo: urghhhh! Caralho que gozada!

Alicia: Aiiiiiiiiiiiiii...ainnnnn... isso, tá latejando no meu cú. Gozamos juntos amor!

Alicia levanta da motosex toda gozadinha....

Alicia: Nossa amor, que gozada hein? Tá escorrendo porra do meu cuzinho.

Depois de uma gozada tripla, Bernardo e Bruno levam Alicia pro chuveiro e lhe dão um banho bem gostoso a 4 mãos. Depois, Alicia retribui dando banho nos 2 rapazes.

Alicia: Adorei rapazes! Gozei muito e fui muito bem tratada. O que você achou Bruno?

Bruno: Vocês são ótimos. Adorei a nova experiência. Será que passei no teste de vocês?

Bernardo: Eu adorei foder essa putinha com você rapaz. Se ela gostou, eu gostei também.

Alicia: Dois paus dentro de mim foi incrível. Se você se comportar pode participar de outras festinhas com a tia e o tio, tá Bruno?

Bruno: Não se preocupem. Tudo morre aqui entre nós.

Alicia: Gosto Assim!

Exaustos, os 3 vão pra cama e tiram um cochilo, até irem embora horas depois.

Antes de ir embora, a safadinha da Alicia acordou os dois com uma bela chupada de despedida. Primeiro foi o Bernardo, que foi acordado com seu pau encharcado de saliva. Depois foi o Bruno. A gatinha sugou o leitinho dos dois, feliz e contente. Após essa deliciosa foda, Bruno virou cliente assíduo da loja e de outras festinhas com o casal. Em breve, novas histórias...

https://www.casadoscontos.com.br/texto/201805329

Comentar

CAPTCHA
Esta questão é para evitar SPAM